Banco do Brasil anuncia linha de financiamento imobiliário


28/04/2016 14:58:18

Fonte: VivaCorretor

Em março, a Caixa anunciou uma série de novidades ligadas ao mercado imobiliário: mudanças nas regras de financiamento, novas taxas de juros e também a fase 3 do Programa Minha Casa Minha Vida. Agora, foi a vez do Banco do Brasil anunciar sua nova linha de financiamento imobiliário.

Essa novidade, somada aos anúncios anteriores, pode trazer um impacto bem positivo para o mercado, até porque as regras dessa nova linha de financiamento imobiliário são bastante competitivas.

O banco liberou um montante de R$ 2,5 bilhões para essa linha de financiamento pró-cotista, que é como são chamados os financiamentos que utilizam recursos vindos do Programa Especial de Crédito Habitacional ao Cotista do FGTS, o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço. O objetivo dessa linha é atender famílias que não conseguem aderir ao Minha Casa Minha Vida por possuírem renda superior à exigida pelo programa.

Para poder financiar um imóvel nessa linha é preciso ter uma conta ativa de FGTS com no mínimo 36 contribuições. Em caso de contas inativas, é preciso ter um saldo de FGTS com pelo menos 10% do valor do imóvel.

Como funciona o novo financiamento imobiliário do BB:

Nos estados de Minas Gerais, São Paulo e Rio de Janeiro e no Distrito Federal, o valor máximo do imóvel a ser financiado deve ser de R$ 750 mil. Já nos demais estados, o limite fica em R$ 650 mil. A linha de financiamento pode ser usada tanto para imóveis novos, quanto para imóveis usados e as regras são as mesmas para ambos.

A taxa de juros é bem atrativa quanto comparada a outras taxas praticadas no mercado para o financiamento de imóveis, ficando em até 9% ao ano. O prazo máximo do financiamento é de 30 anos.

Essa nova linha do BB, somada à linha de financiamento pró-cotista adotada pela Caixa Econômica Federal que teve novos recursos anunciados em março, deve ter um impacto positivo no mercado. Essas linhas, por contarem com mais verba do que as que utilizam recursos da poupança, devem passar a ser mais procuradas pelos clientes. Até porque suas condições são bastante atrativas.

Para os corretores de imóveis, essa nova linha pode ser uma boa oportunidade para explorar o mercado de imóveis intermediários, que nem fazem parte do segmento econômico e nem do alto padrão, setores que sentiram menos os efeitos da crise política e econômica.


Próxima notícia


Outras noticias



Acesso rápido